Foi inaugurada no domingo, dia 9 de dezembro, a Casa Mortuária da freguesia do Rego. Uma obra há muito ambicionada pela população do Rego fruto do trabalho conjunto entre o Município de Celorico de Basto e a Junta de Freguesia.

 Trata-se de uma obra com uma linguagem contemporânea, mas sem cortar drasticamente com a envolvência, visível através dos diferentes materiais aplicados.

“É uma obra há muito ambicionada pelas gentes desta freguesia, que ficou muito bem localizada e enquadrada” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, na cerimónia de inauguração. “Foi uma obra desenvolvida num esforço conjunto entre o Município e a Junta de Freguesia e existe para servir a população. Aliás, importa ressalvar que, para além dos fins para que esta infraestrutura foi construída, dispõe de instalações sanitárias públicas que darão apoio à igreja e às diferentes atividades promovidas, e de um parque de estacionamento que poderá ser utilizado nas diferentes ocasiões, sempre que necessário”.

A cerimónia de inauguração iniciou com o descerramento da placa evocativa da responsabilidade do Presidente da Câmara Municipal, do Presidente da Junta de Freguesia do Rego, João Batista Sousa Ferreira, e do Pároco da freguesia, Manuel Alves, seguindo-se a bênção das instalações. Várias edilidades marcaram presença assim como a população local.

Com a aquisição do terreno e a comparticipação nas obras, a autarquia celoricense investiu cerca de 160 mil euros.