Luís Quintais. Autor recebe amanhã, dia 20 de Janeiro, o Grande Prémio de Poesia APE/Teixeira de Páscoas, em Amarante

Antropólogo, poeta e ensaísta, Luís Quintais nasceu em 1968 em Angola. Chegou a Portugal com apenas seis anos e até aos 27 viveu em Lisboa. Daí parte para Coimbra, onde trabalha no Departamento de Antropologia da Universidade. Na véspera de receber o Grande Prémio de Poesia da APE Teixeira de Pascoaes, o autor aceitou dar uma entrevista ao Notícias de Penafiel, onde fala do seu percurso, das suas influências e da obra poética em apreço “Arrancar Penas a um Canto do Cisne” (Assírio & Alvim). Com o valor de 12.500 euros, este prémio é patrocinado pela Câmara Municipal de Amarante, e será entregue amanhã, dia 20 de Janeiro, numa cerimónia pública naquela cidade, às 16h00, no Salão Nobre do edifício dos Paços do Concelho. À semelhança de anos anteriores, após a cerimónia seguir-se- á o descerramento da placa alusiva a esta edição, na Biblioteca Municipal Albano Sardoeira.

Conteúdo bloqueado

Faça login para visualizar esta notícia!